O poder em nossos óleos vegetais!



Os óleos vegetais são gorduras extraídas das plantas. Apesar de outras partes, como raízes, galhos e folhas, poderem ser utilizadas na obtenção do óleo, a extração se dá quase que exclusivamente a partir das sementes nos frutos.


São produzidos pelo metabolismo primário das plantas como fonte de energia. Cerca de 95% dos óleos vegetais são compostos principalmente por triglicerídeos, assim como concentrações menores de mono e bi-glicerídeos. Triglicerídeos são compostos por três moléculas de ácido graxo esterificadas em uma molécula de glicerol. Verdadeiros alimentos para a pele, são amplamente utilizados na cosmética natural por trazem nutrição, elasticidade, condicionamento, formação de filme, lubrificação e brilho para pele e cabelos.


Na Vegalótus, trabalhamos com óleos vegetais prensados a frio, mantendo suas propriedades medicinais e terapêuticas para oferecer a vocês qualidade e eficiência. Na hora de comprar o seu óleo vegetal, essa característica é muito importante! Prefira sempre óleos não-refinados e prensados a frio ou extra-virgem. No processo de refino perde-se algumas propriedades, principalmente algumas vitaminas e minerais.


Outro diferencial é a origem dos nossos óleos vegetais, sendo de cultivo agroecológico ou extrativismo sustentável de fornecedores brasileiras que honram essas espécies e trabalham para sua preservação. Todos nossos os óleos vegetais são prensados a frio e 100% puros, sem adição de óleo mineral, petrolatos, solventes químicos, conservantes ou essências para garantir as propriedades dos óleos.



Diferença óleo vegetal x óleo mineral

Enquanto o óleo vegetal é natural, extraídos de plantas, o óleo mineral normalmente é extraído como subproduto do petróleo (ou seja, não são biodegradáveis e geram grande impacto no meio ambiente). Os óleos vegetais são mais leves e têm cosmética mais agradável, sendo biocompativeis com nosso corpo. Já o óleo mineral tem textura mais espessa e forma uma barreira externa sobre a pele, lubrificando e protegendo (como em casos de queimaduras), mas podendo causar obstrução dos poros e glândulas, inclusive ressecando ainda mais a pele. Sempre que puder, opte por óleos vegetais, que são muito mais saudáveis.



Óleo vegetal é um tesouro divino dessa terra abundante e sábia para cuidar com todo carinho do nosso corpo~templo.


Vamos conhecer mais sobre os óleos vegetais que vocês encontram na Vegalótus??


Óleo vegetal de Castanha


Benefícios: O óleo de castanha-do-pará é considerado um dos melhores óleos vegetais com poder de nutrição para a pele e os cabelos. É lubrificante e emoliente, o que torna a pele mais suave e impede a perda transepidermal de água, além disso, o óleo possui componentes importantes para repor a barreira lipídica da pele, minimizando o ressecamento e a desidratação.


Indicação: O Óleo de Castanha do Pará é ótimo para tratar os cabelos secos e danificados pois penetra na fibra capilar, proporcionando uma nutrição durável aos fios, mas sem pesar. Ele também ajuda a fortalecer os cabelos frágeis sendo um excelente condicionante, indicado a cabelos secos, quebradiços, opacos e quimicamente tratados.


Mas também muito indicado para pele e cabelos oleosos, sendo um óleo que contempla uma diversidade de necessidades. O fator que torna o óleo vegetal de castanha um ótimo produto para cabelos oleosos e pele oleosa também é que ele contém selênio, um mineral que reduz a produção de sebo nas glândulas sebáceas e assim reduz a oleosidade dos cabelos e da pele. O selênio do óleo de castanha do Pará também desinflama as espinhas e acaba com a dermatite seborreica em poucas aplicações pois o selênio apresenta ação antiseborreica.


Modo de uso: Tanto na pele como nos cabelos, o óleo de castanha do Brasil pode ser aplicado puro ou combinado com óleos essenciais, cremes hidratantes ou até mesmo com outros óleos vegetais. Abaixo compartilharemos algumas sugestões para vocês.


Como incluir na sua rotina: Grande aliado para nutrir a pele oleosa, seca e madura, podendo ser aplicado no rosto ou no corpo depois da hidratação. Pode ser aplicado nos fios, substituindo o silicone convencional que é um óleo mineral, trazendo saúde, vitalidade e reduzindo o frizz dos fios. Os cabelos amam!!


Óleo vegetal de Semente de Maracujá


Benefícios: Originário da América tropical, cresce feliz nesse clima quente e úmido. Uma fruta amplamente conhecida, com sabor deliciosa, aromática e azedinha. Das sementes, é extraído por prensagem a frio um óleo vegetal que se destaca pela alta concentração de ômega-6 na forma de ácido linolêico (até 70%), que proporciona a reposição de ácidos graxos essenciais, além de diminuir a perda transepidérmica de água promovendo a proteção da pele.


Indicação: Possui flavonóides em sua composição química, conhecidos por apresentarem propriedade sebo-reguladoras, além de ácido ascórbico (vitamina C), betacaroteno, cálcio, fósforo e potássio. Regulariza a secreção sebácea, sem, entretanto desengordurá-la profundamente, uma vez que isso desencadeia o efeito rebote, com aumento da produção de gordura. Obtém alta capacidade em regular as atividades das glândulas sebáceas (bioflavonóides), ajudando em reduzir os níveis elevados de pele oleosa. É um forte aliado no combate a flacidez da pele. Devido a propriedades antioxidantes evita o envelhecimento precoce das células. Os flavonóides tais como passiflorina e maracujina contribuem para um efeito calmante sobre a pele. O óleo de maracujá cuida do couro cabeludo e cabelo para incentivar o crescimento saudável do cabelo, aumento da vitalidade e contribui para o volume e leveza do mesmo. Indicado para cabelos oleosos por possuir propriedades revitalizantes.


Modo de uso: Para usufruir do seu potencial relaxante e calmante, o melhor método é utiliza-lo em massagens corporais, puro ou com a adição de óleos essenciais. Para nutrir a pele, aplicar no corpo ainda molhado após o banho ou algumas gotas sob a face. Um aliado para peles oleosas, nutrindo o tecido sem pesar e auxiliando a acalmar inflamações. Por ser anti-inflamatório, pode ser aplicado em tatuagens, assaduras, picadas e para auxiliar em caso de dermatite. Por ser rico em ácidos graxos linoleicos, também é um aliado para limpar nossa pele, removendo impurezas lipossolúveis sem ressecar. Nos cabelos pode ser utilizado na umectação, aplicando horas antes de lavar o cabelo. Também pode ser uma alternativa aos silicones sintéticos que encontramos nos mercados, selando a ponta dos fios e reduzindo o frizz. Abaixo compartilharemos algumas sugestões para vocês.


Como inserir na sua rotina: Grande aliado para nutrir a pele oleosa, inflamada e sensível, podendo ser aplicado no rosto ou no corpo depois da hidratação. Uma ótima opção de óleo com uma textura leve e de rápida absorção para quem não gosta do sensorial oleoso na pele. Evita o surgimento de acne e regula a produção de sebo. Reduz a inflamação e recupera a pele que apresenta alergias. Pode ser usado após a depilação para acalmar a pele da região e evitar os pelinhos encravados.



Óleo resina de copaíba


Uma resina liquida que brota de furos no tronco da copaifeira. Cada árvore pode produzir cerca de 2litros de resina a cada 3 anos. Seu uso deve ser feito com responsabilidade, por isso é tão importante conhecer a procedência do óleo resina. Contamos com fornecedores que trabalham com o extrativismo sustentável, oferecendo o óleo resina de copaíba 100%puro e orgânico.


Benefícios: óleo resina de copaíba (Copaifera officinalis) é um dos óleos medicinais mais vendidos na Amazônia. Misturado com melado, combate infecções da garganta e processos gerais de influenza. É muito apreciado para tratar infecções no trato respiratório e urinário devido às suas qualidades curativas e anti-inflamatórias. É conhecido como um antibiótico natural que age altamente eficaz contra bactérias gram-positivas. Um poderoso óleo com propriedades regeneradora, cicatrizante, bactericida. Indicação: Na medicina popular é utilizado no tratamento de diversas enfermidades, devido a ação anti-inflamatória, gastroprotetora, analgésica e antitumoral. Trata fungos na pele e unhas. Para o cabelo, traz viço, controla a oleosidade, trata caspa e irritações no couro cabeludo. O óleo resina da copaíba (Copaifera officinalis) é valorizado por suas propriedades antimicrobianas, anti-inflamatórias e emolientes. Recomendado para formulações anti-acne e depilatórias; para pele oleosa com propriedades antissépticas. Alivia rapidamente a dor e coceira da pele inflamada e irritada. Pode ser adicionado em cremes, shampoos e sabonetes líquidos. Modo de uso: Um óleo resina para nossa farmácia caseira. Pode ser utilizado puro na forma tópica em fungos e inflamações. Também pode ser utilizado diluído em shampoo para caspa e cabelos oleosos. Maravilhoso para peles oleosas podendo ser utilizado diluído em géis ou outros óleos vegetais. Para auxiliar com vermes, resfriados, inflamações na garganta ou como gastroprotetor podemos ingerir 5 gotas de óleo resina com 1 colher de chá de melado, 1x ao dia.


Como inserir na sua rotina: Cicatrizante, Indicado para o pós-operatório, pois reduz edemas, inchaços e hematomas. Também trata acne, psoríase, eczema, ulcerações cutâneas, pele rachada e sensível. Antibiótico, antioxidante, anti-inflamatório e expectorante para casos de bronquite e asma. Fungicida, trata herpes, furúnculos e fungos na pele e unha. Também é antiviral, imunoestimulante, clareador de manchas, diurético e analgésico.



SUGESTÓES DE USO:


Cabelo


Para nutrir os fios, use o OV para fazer umectação capilar. Pode até mesmo, combinar com Óleos Essenciais, como por exemplo o Alecrim que auxilia a estimular um crescimento saudável dos fios.


Nesse caso, segue a dica: Umectar com Óleo de Maracujá (30ml) + Óleo essencial de alecrim (3 gotas) + 20 gotas de OV Copaíba, massageando todo couro cabeludo com suavidade e espalhando por todo o cabelo. Depois de 1h é só enxaguar.

Corpo

Use para nutrir profundamente, principalmente as regiões mais ásperas. Para massagens, pode combinar também com Óleos Essenciais de sua preferência.


Segue a dica: Para uma Massagem relaxante que auxilia a revitalizar o corpo, misture OV Castanha 15ml + OV Maracujá 15ml com OE de laranja doce. Para uso corporal, podemos utilizar para cada 30ml de OV, 6 gotas de OE.

Facial


Os OV podem ser utilizados no rosto sim! Principalmente quem possui a pele mais seca. Os Óleos Vegetais possuem grande afinidade com a nossa pele, devido aos ácidos graxos de sua composição que também estão presentes em nossa pele. A falta desses ácidos na pele podem ocasionar dermatites e envelhecimento precoce, por isso é importante repor na medida certa. Os OV são ricos em vitaminas e auxiliam na produção de colágeno. Escolha o que melhor se adequa aos seu tipo de pele. Até mesmo quem possui a pele oleosa pode usar.


Para uma sinergia para cuidado com a pele, que tal preparar você mesma seu sérum natural?


O Óleo de Semente de Maracujá é bastante utilizado como sérum facial por sua textura leve e não deixar um aspecto meloso na pele. Para cuidados com a pele, nossa sugestão é 25ml de OV Maracujá+ 4ml OV Castanha + 1ml OV Copaíba + 1 gota de OE Capim Limão + 1 gota de OE Alecrim+ 1 gota de OE Laranja Doce. Uma sinergia com propriedades anti-inflamatória e regeneradora, que nutre sem pesar a pele, auxiliando com manchas, controle de oleosidade e alergias.


_________________________

Aliado a todos esses benefícios, são cosméticos naturais, veganos e com embalagens pensadas para gerar o menor impacto ambiental. Adquirindo os ecoprodutos Vegalótus você apoia uma cosmética regenerativa, trazendo insumos majoritariamente cultivados através de princípios agroecológicos e extrativismo sustentável. Uma marca artesanal, onde cada ecoproduto é preparado um a um, com amor e responsabilidade para compartilhar com vocês muito além de apenas um produto, mas um convite para desfrutar de um momento de autocuidado. Cuide de você, você merece. Por ser um ecoproduto artesanal, podem ocorrer pequenas variações de formato, cor e até aroma, sem que isso interfira em sua qualidade. São ingredientes vivos que trazem a sabedoria das plantas, todo seu ciclo de vida desde a semente. Condições do clima, formas de manejo, estação do ano ou incidências de chuvas no local, por exemplo, podem gerar alterações nas matérias primas extraídas de uma mesma variedade e até de uma mesma planta. A NATUREZA É NOSSA FONTE DE BELEZA!

3 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo