Julho acabou, mas levamos as inspirações da Campanha Julho sem Plástico para o ano inteiro!

Atualizado: 8 de nov. de 2021

A campanha do Julho sem Plástico tem como propósito a conscientização do uso de plástico no dia a dia, nos inspirando que toda a ação em prol a sustentabilidade importa e faz a diferença.


O movimento começou em 2011 quando a equipe do Earth Carers Waste Education, na Austrália, criou a campanha Plastic Free July e reverberou ao mundo inteiro. O mes de julho acabou, por isso nossa proposta é trazer essa inspiração para a gente cultivar uma ROTINA sem plástico. Julho até pode ter acabado, mas esse propósito de reduzir o consumo de plástico deve continuar!


É uma realidade que os problemas ambientais são estruturais, fruto de um sistema capitalista baseado em modos de produção e consumo desenfreados que não respeitam os ciclos naturais do meio ambiente. É importante não desanimar nem se sentir impotente e mesmo que seja só um único canudo de plástico descartável que você consiga reduzir e negar em seu dia faça, é importante e vale a pena.


Acreditamos que para a mudança ocorrer fora, é preciso começar dentro, com o que é possível e acessível para você.


Somos seres sistêmicos, pertencentes nesse grande organismo vivo que é nossa Mãe Terra. Não existe fora ou planeta B. É urgente que possamos manifestar formas de vivenciar nesse planeta que sejam mais justas, éticas e ecológicas. Nesse, e em todos os meses do ano, que possamos nos comprometer a repensar e mudar nossos hábitos de consumo.


Pode ser que isso seja um convite para você sair da sua zona de conforto, mas eu lhe pergunto: é confortável para quem? Uma economia linear que explora em demasia os recursos, com produções sem limites e obsolescência programada que geram toneladas e toneladas de lixo descartados por dia não faz sentido. Se observarmos a natureza, não existe o que chamamos de lixo.


“Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma”. Lavoisier


O resíduo do metabolismo de um ser é alimento para o outro nessa grande teia da vida. Estamos, literalmente, enterrando e desperdiçando riquezas em um sistema baseado na escassez.


A sustentabilidade é inspirada na sabedoria da natureza, ensinando sobre economia solidária e circular, que vibra na abundância. É um reencontro com nós mesmos, é autocuidado e amor incondicional.


Percebemos a cosmética natural como uma alternativa, que traz esses princípios de forma gostosa e terapêutica. Como tudo na vida, começamos com pequenos passos. Reconhecendo que todo processo é progresso, para uma vida mais consciente precisamos nos educar ambientalmente.


7 dicas de Micro(r)evoluções que podemos cultivar no dia a dia:


  1. Compostagem:







A compostagem como se fosse uma "reciclagem de resíduos orgânicos". É um processo que transforma esses resíduos em húmus, um fertilizante natural, rico em nutrientes. Além de destinar adequadamente seus resíduos orgânicos, você:


  • Reduz em até 65% seu lixo orgânico

  • Apoia a economia circular

  • Transforma seus resíduos orgânicos em adubo

  • Reduz a emissão de metano dos aterros e lixões

  • Diminui a emissão de CO2 pelos caminhões da coleta.

Todos os anos, o Brasil produz quase 37 milhões de toneladas de lixo orgânico. Esse resíduo tem potencial econômico para virar adubo, gás combustível e até mesmo energia. No entanto, apenas 1% do que é descartado é reaproveitado. Podemos mudar esse cenário nos responsabilizando por nossos resíduos através da pratica da compostagem! Como resultado, temos uma terra fértil, fechando esse ciclo de nutrientes.



2. Cosméticos naturais e em barra




O uso de cosméticos data de culturas muito antigas, acompanhando a humanidade há milhares de anos. Foram encontrados indícios de unguentos preparados desde o período neolítico, tendo registros que confirmam o uso de cosméticos em gravuras, pinturas e até tumbas egípcias - cultura que é reconhecida por desenvolver a arte do cuidado corporal tendo relatos de uso de resinas, OE e óleos vegetais.


Nos primórdios de nossos hábitos, eram produzidos com matérias primas naturais e existiam rituais que relacionavam asseio corporal com pureza espiritual. Ao longo da história, a concepção de cosméticos mudou, tendo variações na maneira de consumir esses produtos ou propósito de uso, mas seguem presentes em nossas vidas. De forma geral, cosméticos são substâncias destinadas a estarem em contato com o corpo humano a fim de proteger, higienizar, alterar ou acrescentar odores e cores, podendo ser naturais ou sintéticos.


Hoje percebemos que a maior parte dos ingredientes que compõem os cosméticos convencionais são sintéticos, derivados do petróleo, que acabam por ser tóxicos à nossa saúde e ao meio ambiente, além da possibilidade de ter passado por testes em animais! Podem ser eles: corantes artificiais, conservantes nocivos, fragrâncias sintéticas, derivados de petróleo, uso de matéria prima de origem animal(ex: queratina- presente nas jubas, penas e chifres de diferentes animais), formaldeídos, ftalatos, tolueno... ⚠a lista é enorme‼


O mundo dos cosméticos merece uma atenção a seus impactos, afinal quando tomamos banho, o que não volatilizou ou foi absorvido por nossa corpo vai, literalmente, por água abaixo! Contaminando rios, lagos e mares com substâncias químicas nocivas para o equilíbrio ecossistêmico. E, uma informação ainda mais chocante, essas substâncias ficam na água(não são biodegradáveis) e, aqui em Porto Alegre, no Guaíba, por exemplo. E nós bebemos água do Guaíba, não é mesmo? 💧


Usamos no banho novamente, lavamos louça ou ingerimos. Infelizmente não é obrigado a ETE (estações de tratamento de esgoto) ou ETA (estação de tratamento de água) que retirem certas substâncias tóxicas como encontradas em cosméticos e medicamentos da água, sendo cada vez mais comum encontrarmos contaminantes nas torneiras de água em casa. Isso acontece porque os filtros industriais ou domésticos não fazem esse tipo de limpeza.


Cosméticos naturais é uma necessidade, uma forma de honrar nossas águas, recurso vital a vida, honrar nossos corpos e as benções que nossa Grande Mãe Terra nos oferece em abundância! Um convite para nos conectarmos com a potencia do reino vegetal e mineral.

Dentre eles, os cosméticos sólidos vem também nos convidar a refletir que importa tanto a composição do nosso cosmético, quanto a embalagem em que é transportado.


Vamos conhecer algumas vantagens?


>COSMÉTICOS SÓLIDOS TÊM MENOR CUSTO

Com o menor uso de embalagens, o custo de produção desses produtos é menor. Comprar cosméticos sólidos vale a pena para seu bolso também!

>SÓLIDOS SÃO MAIS CONCENTRADOS

Sem adição de agua na formulação, são barrinhas altamente concentradas, tendo maior durabilidade e rendimento que os cosméticos convencionais.

>SÃO BIODEGRADÁVEIS

Cosméticos sólidos são grandes aliados das empresas de cosméticos naturais, por se alinharem à proposta de sustentabilidade e proteção do meio ambiente. Por isso, a maioria deles são produzidos com componentes biodegradáveis e com ativos provenientes diretamente da natureza para o seu cuidado diário.

>COSMÉTICOS SÓLIDOS SÃO MAIS PRÁTICOS


Um dos motivos mais legais, para além da consciência ambiental, é saber a praticidade e facilidade de adotar os cosméticos naturais sólidos.


3. Bucha vegetal



A bucha vegetal, ou esponja vegetal, é uma fruta que nasce em uma planta trepadeira alta, pertencente ao gênero Luffa. A bucha vegetal é basicamente as fibras do fruto seco, que são usadas principalmente como esponja de banho, esponja de limpeza e até mesmo como palmilha.

Quando ainda verde e mais novo, o fruto ainda tem potencial alimentício! Para uso como esponja ela passa por um processo de secagem por algumas horas ( normalmente acontecendo ainda no pé). Quando seca sua casca fica bem quebradiça e é hora de descascar!

Uma ótima alternativa as esponjas sintéticas ( que são feitas de poliuretano-plástico derivado do petróleo e proliferam fungos e bactérias), sendo biodegradável e mais higiênica, apesar do que muitos pensam, pois detém o crescimento de bactérias. Após seu uso é só enxaguar bem e cortar em pedacinhos para colocar na composteira ou descarte com outros resíduos orgânicos. .

.

• Livre de petroquímica

• Não gera resíduo, é compostável

• Boa para ducha e a cozinha

• Limpa louça e superfícies sem riscar

• Tempo médio de uso são 2 meses

• Fortalece pequenos agricultores locais



4. Ecodiscos



Os ecodiscos são feitos a mão, de crochet e com linha 100% algodão para ajudar a remover a maquiagem, aplicar tônico, limpar impurezas da pele, remover esfoliante e máscaras de argila.São macios e maleáveis, cuidando com carinho da nossa pele.

Os ecodiscos são feitos a mão, de crochet e com linha 100% algodão para ajudar a remover a maquiagem, aplicar tônico, limpar impurezas da pele, remover esfoliante e máscaras de argila. São macios e maleáveis, cuidando com carinho da nossa pele.

É um produto artesanal e local, basta usar~lavar~reutilizar.

Para lavar basta uma água quente com sabão de Coco, podendo também deixar em imersão em solução com vinagre 1x na semana para ele seguir macio e suave! Economia e sustentabilidade juntas em um disquinho.



5. Escova da bambu




Você já imaginou que até mesmo a primeira escova de dente de plástico que você usou ainda existe e vai existir por muitos anos? Por ser um material de higiene pessoal ele não tem potencial para reciclagem e vão para aterros sanitários onde demoraram cerca de 500 anos para se decompor.

Dessa problemática nasce uma alternativa prática e ecológica: a escova de dente de bambu. O objetivo principal dessa ideia é evitar o descarte de milhões de escovas de dente de plástico diariamente, sugerindo um produto que reduz o uso do material.

Dentes e planeta limpos!

O bambu é um dos materiais mais ecológicos. Não só porque é natural e portanto biodegradável, mas porque é de fonte rapidamente renovável. O bambu cresce espantosamente, podendo crescer até um metro por dia (registro de bambu gigante, o Thyllostchys eduli).

Ela tem potencial de durabilidade equivalente a superior das escovas convencionais. Para garantir isso indicamos que ela seja seca após seu uso, colocado em local arejado e lavada 1 vez ao mês numa imersão com 100ml água com 5 gotas de óleo essencial melaleuca (que possui potencial bactericida e fungicida). Pode-se também utilizar álcool 70% para borrifar em toda a superfície da escova.

Após seu uso a melhor parte é que ela pode ser compostada!

Indicamos que as cerdas sejam removidas e depositadas no lixo seco na hora do descarte



6. Canudo de bambu




🌿Problemática dos canudos🌿

Mais de 8 milhões de toneladas de resíduos vão parar nos oceanos todos os anos e a maior parte desses resíduos é plástico. O canudinho está entre os 10 materiais mais encontrados durante recolhimentos de mutirões realizados em praias e oceanos. .

Segundo dados da Organização das Nações Unidas, cerca de 1 bilhão de canudos são descartados todos os dias, em todo o mundo. A quantidade é suficiente para dar cinco voltas em torno da Terra.

O canudo é feito de um plástico que geralmente não é reciclado por ser muito leve e ter baixo valor comercial, a maior parte deles vai parar nos aterros sanitários, rios, lagoas e oceanos.


O plástico nunca se decompõe, ele se quebra em micropartículas que poluem o lençol freático ou viram uma sopa plástica desequilibrando toda a cadeia alimentar. Diversas aves e animais marinhos já foram encontrados gravemente feridos por canudos, que acabam se prendendo nesses animais ou, confundidos por alimento, vão parar em seus sistemas digestivos, muitas vezes causando a morte. Em média, um canudo é utilizado por apenas 20 minutos antes de ser descartado.


Será que vale a pena? O uso do canudo é um hábito que deve ser repensado, por isso compartilhamos uma alternativa de canudos de bambu para acompanhar você no dia a dia!

A melhor parte desse material é que ele é uma gramínea selvagem que precisa de pouco investimento energético na plantação, colheita e tratamento.

O bambu, que já foi até considerado praga pela facilidade em ocupar a região onde é plantado, tornou-se a melhor opção para substituir os canudos plásticos, já que leva apenas 3 anos para crescer, um período considerado curto. Além disso, é uma das únicas plantas que não precisam de autorização do Ibama para serem exploradas: uma vez cortado, um novo broto nasce pelos caules subterrâneos (rizomas), podendo crescer até 30 cm por dia. Outra vantagem é que o bambu possui um bactericida natural, que torna o Canudo de Bambu uma alternativa higiênica. Ele também é isolante térmico, resistente, lavável, reutilizável e ainda biodegradável. Tem alternativa mais sustentável? Vamos experimentar? O nosso planeta agradece!



7.Desembale menos e descasque mais



Comer é um ato politico, o que comemos possui grande impacto no ambiente a nossa volta. Quando comemos, influenciamos nossa saúde, nosso bem-estar, nossa relação com as outras pessoas, nossa relação com o ambiente e com o sistema alimentar.

Ao incorporarmos na nossa alimentação cotidiana alimentos orgânicos ou alimentos provenientes da agricultura familiar, por exemplo, estamos nos posicionando a favor de um determinado sistema de produção.


Por outro lado, quando optamos por alimentos industrializado, ultra processados e produzidos em larga escala estamos alimentando um modelo altamente predatório que proporciona a contaminação do solo e da água e o esgotamento de recursos naturais.

A regra de ouro do Guia Alimentar para a População Brasileira é “prefira sempre alimentos ‘in natura’ ou minimamente processados e preparações culinárias a alimentos ultra processados".


Ou seja, tenha na base da sua alimentação as frutas, verduras, legumes, cereais e leguminosas. Uma oportunidade para cozinhar mais em casa, descobrindo novos sabores, aromas e texturas. Busque evitar produtos industrializados que normalmente vem em embalagens plásticas e repletos de ingredientes como fragrâncias e corantes sintéticos e conservantes. Sua saúde e o planeta agradecem!


E você? Qual ação em prol a sustentabilidade está cultivando hoje para uma vida mais consicente e sustentável?


Faça parte da mudança ! Adote ações simples porém eficazes na redução do consumo de canudos descartáveis em seu dia-a-dia ! Menos descarte e mais reutilização !🌱 Vamos juntos cultivar essa ideia!

7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo